Plantão

domingo, 18 de março de 2012

Homens apelam para tratamentos para evitar a calvície

Você já se olhou no espelho e percebeu que os seus fartos cabelos já não estavam tão fartos assim? E essa surpresa ainda o remeteu a seu pai - careca - como um alerta em letras garrafais "EU SOU VOCÊ, AMANHÃ"? Pois fique sabendo que não é o único jovem a viver essa situação. Para o estudante carioca Lucas Andrade Leal, essa constatação foi o suficiente para acender o sinal vermelho. Com pai calvo, ele percebeu, mesmo aos 19, 20 anos, que teria que tomar providências para passar batido pelo destino paterno. Procurou a dermatologista Luciana de Oliveira Lima e, há nove meses, faz tratamento preventivo, com a aplicação diária de uma loção capilar contra calvície, além de tomar uma dose de medicamento oral para o mesmo fim. "O meu problema não é a queda, mas percebi que os fios foram ficando finos e raros. Como tenho o fator genético, não quis perder tempo", explica o rapaz, que já vê bons resultados, mesmo antes do prazo sugerido pela médica. "Ela me avisou que depois de um ano os efeitos são mais evidentes, mas eu já reparo melhora desde agora". Como Lucas, cresce o número de adolescentes e jovens que querem salvar a sua cabeleira antes que seja tarde. Cantar aquela antiga marchinha de carnaval: "É dos carecas que elas gostam mais!", nem pensar.  Afinal, juventude não rima com calvície.

Mais do que moldura para o rosto, o cabelo faz parte da identidade de cada um. Seja crespo, liso, louro, castanho, curto ou comprido, ele é marca registrada de cada indivíduo. Que o diga o príncipe William. No centro dos holofotes mundo afora. Não houve quem não reparasse, nas inúmeras fotos, que o outrora príncipe louro caminha a passos largos para se tornar um futuro rei careca. Detalhe: ele completou 29 anos em 21 de junho. Mais previdente do que o príncipe William, o ator Henri Castelli resolveu agir. Seguindo o conselho do cabeleireiro Wanderley Nunes, de São Paulo, ele procurou o dermatologista José Marcos Pereira, que o receitou um xampu de manipulação contra queda de cabelo. "Sempre tive os fios muito finos e, apesar de não ter parentes calvos, resolvi fazer algo preventivo. Não adianta se preocupar somente aos 50 anos", alerta Henri, de 33 anos.

Segundo o dermatologista Omar Lupi, membro da Academia Nacional de Mdeicina, a prevenção na juventude é o melhor caminho para quem quiser permanecer um adulto com significativa cabeleira. Ele explica que a calvície masculina tem dois picos de incidência, o primeiro, dos 20 aos 35 anos; o segundo, entre 55 a 60 anos. "Na juventude, o pelo não cai, o que acontece é sua progressiva miniaturização, nascendo cada vez mais fino e fraco. Há um recuo e rarefação dos fios na linha de implantação do cabelo", explica ele, referindo-se também às entradas na região frontal da cabeça ou na occipital, região posterior da cabeça, o famoso cocoruco. Ele completa que, para os especialistas, é fundamental conhecer o histórico do jovem paciente - se há a herança genética, ou doenças de pele, como caspa, dermatite seborreica, ou mesmo se ele faz uso de tintura, de tranças, de dreadlocks ou outros apliques. "Isso porque agentes químicos ou físicos também podem acelerar o processo.

Problemas metabólicos, como anemia ou doenças da tireoide, também afetam a perda dos fios. Por isso, fazer a rotina laboratorial tem que ser padrão", atesta ele, que já contabiliza 20% de suas consultas sendo com pacientes com menos de 35 anos. Quanto ao fantasma que assombra os homens, que têm como indicação o medicamento que tem como efeito colateral a diminuição da libido, dr. Omar afirma que há comprovação, sim, mas em apenas 0,5% dos pacientes. O ator Marcelo Serrado - que agora circula com um enorme topete por conta de próximo personagem Crô, um gay descolado, que estará em "Fina Estampa" - garante total tranquilidade na esfera sexual. "Tive zero de problema nesse aspecto", diz ele, que há quatro anos toma o remédio, além de usar um xampu antiqueda. "Comecei a reparar nas entradas e, como na minha profissão a imagem também é importante, procurei um médico. A melhora no meu cabelo foi geral", assegura.  


Por Isabela Flórido For Men's Life Today  • Isabela Flórido é jornalista há 20 anos, trabalhou no O Globo, na revista Caras, na Globo.com e, hoje, é editora da sucursal RJ da revista Hola! - lançada há um ano no Brasil.

2 comentários:

  1. Opa, me chamo Matheus, tenho 20 anos e ja tenho preocupções quanto a isso. Me avô, meu pai, meu primo e tio. Todos estão carecas. Eu sempre tive entradas, e como meu cabelo é crespo não da para disfarça-las.
    Se alguem souber a marca de algum shampoo desses, me manda um e-mail por favor. Pode mandar outras dicas tambem e talvez o nome de algum dermatologista bom aqui em Belo Horizonte. Valeu

    ResponderExcluir
  2. Meu e-mail: matheus_dias_2010@hotmail.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates