Plantão

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Cerca de 1% dos homens pode ter câncer de mama, apontam estudos

Comum às mulheres, o câncer de mama também pode afetar os homens. Segundo estudos, cerca de 1% de todos os casos da doença ocorrem em indivíduos do sexo masculino. Somente nos Estados Unidos, a estimativa é que 2 mil casos sejam diagnosticados no país este ano, dos quais 500 podem provocar a morte.

Segundo o assessor especial da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e professor doutor da Faculdade de Medicina do ABC, o médico mastologista Paulo Roberto Pirozzi, a doença tende a ser diagnosticada nos homens mais tardiamente que nas mulheres, isto é, entre 60 e 70 anos. Ele também é autor do Blog do Câncer de Mama. "Nos estudos dos casos dos Estados Unidos, a taxa de ocorrência em negros tende a ser de 48% a 60% maior que em brancos", acrescenta. Além disso, judeus apresentam maiores taxas de incidência desse tipo de câncer.

Assim como na maioria dos tipos de câncer, a doença na mama ainda tem causa desconhecida, mas pode estar associada a fatores de risco como a genética, ambiente e hormônios, entre outros fatores.

Fatores de risco

"História familiar positiva em parentes de primeiro grau está presente em 20% dos homens com câncer de mama, e a predisposição genética está associada ao câncer de mama, o que pode aumentar até 2,5 vezes o risco de desenvolver a doença", frisa Pirozzi.

Além disso, alguns autores relatam uma maior frequência de câncer de mama masculino associado à exposição ocupacional. São exemplos disso homens com exposição profissional crônica a altas temperaturas e trabalhadores em indústrias químicas, de sabão e perfumes. Existem ainda evidências em relação à exposição profissional à gasolina e também em homens que trabalham em empresas de fumo.

"A associação entre ingesta alcoólica e câncer de mama é bem definida para mulheres, mas ainda é controversa em homens. Somente um único estudo europeu mostrou relação da bebida com o aumento da chance de câncer de mama masculino", explica Pirozzi.

O uso de hormônio, obesidade, infertilidade, puberdade tardia, anormalidades nos testículos podem levar ao desenvolvimento da doença.

Diagnóstico

O câncer de mama em homens raramente é diagnosticado precocemente em homens, uma vez que não qualquer tipo de rastreamento prévio, como as mamoscopia. Mas um sinal comum do exame físico é a massa abaixo do mamilo firme e indolor. Com o avanço da doença, podem surgir alterações mamilares, tais como retração (9%), derrames (6%) e ulcerações (6%).

Campanha

O modelo brasileiro Marlon Teixeira posou para o fotógrafo Fernando Mazza, na campanha de conscientização sobre o câncer de mama masculino. Ele se junta a outros gatos, como Álvaro Garnero e Marcelo Manzinni na ação promovida pela ONG Viva a Diferença. Abaixo, assista ao vídeo.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates