Plantão

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Insensato Coração: finalmente a Globo acerta para abordar a relação gay

Demorou, mas parece que agora a Rede Globo acertou a fórmula para tratar da homossexualidade na televisão. Não é criando personagens afeminados, nem quadros em programas que ridicularizam os gays. É mostrando a vida como ela é de verdade. E isso começa a ocorrer na novela Insensato Coração, com os atores Rodrigo Andrade (Eduardo) e Marcos Damigo (Hugo).

A trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, com pelo menos seis personagens gays, relata todo o processo de aceitação que um jovem gay passa, seja a da família, seja a de amigos, seja no trabalho e, mais importante, a própria aceitação. Assim tem sido com Eduardo. Confuso, perdido, desnorteado, namorando uma mulher, o rapaz se abriu com uma amiga sobre a atração. Ele encontra em Alice (Paloma Bernadi) um ombro para desabar e começar a se entender.


"Ser gay, no século XXI, não pode ser mais um grande drama. Sua mãe vai aceitar, ela tem uma cabeça legal, você não vai ter problema no trabalho. Se você for mesmo gay, cara, não tem por que ter medo de ser feliz", apoiou a amiga.

Apesar da força, ele ainda ficou receoso ao ouvir a mãe Sueli (Louise Cardoso) conversando com a amiga Haide (Rosi Campos), principalmente depois que ela falou: "E eu, que gosto tanto dos meninos lá do quiosque (point gay), me peguei rezando para não ter neto gay! Fico com medo do pobrezinho sofrer. A vida deles não é refresco, não." Uma situação no mínimo tensa. Conta ou não para a família que sente atrações por homens?

A corda começa a apertar quando conhece o professor Hugo, que investe para cima do bom moço. Ele resolve malhar no mesmo lugar que Eduardo e já demonstrou bem claro para Alice que está mais interessado no amigo dela no que no exercício. A troca de olhares é constante, deixando Eduardo sem jeito. Inclusive no vestiário, Hugo não perdeu tempo de dar em cima.

Nos próximos capítulos, a relação dos dois deve ficar mais palpável. Hugo vai o bar próximo da casa de Eduardo e, por descuido por garçons, toma um banho de cerveja. Sueli, mais que depressa, mandou o filho levar o professor de Direito para sua casa, para ele se secar e trocar a camisa. Ele tira a roupa e Eduardo fica de olho. Até que dispara: "Está rolando alguma coisa entre a gente e você sabe disso". Ele ficar perturbado.

O legal na história toda é que ela é muito próxima da realidade. Quem não foi pego de surpresa quando se descobriu gay, quando teve sua primeira paixão? E também na outra posição: apresentando a quem pensava ser hétero a sua realidade?

Parabéns aos autores e aos atores, que refletem na tela a vida como ela é.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates