Plantão

terça-feira, 5 de abril de 2011

Masturbação alivia a síndrome das pernas inquietas, aponta pesquisa

Se a revista científica internacional NewsCientist diz, não dá para duvidar. Masturbação pode dar um benefício real para quem sofre da Síndrome das Pernas Inquietas (SPI). Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) aponta que a prática pode aliviar os sintomas em cerca de 7% a 10% das pessoas que sofrem com esse problema, garantindo uma boa noite de sono.

A doença é um distúrbio neurológico caracterizado por uma angustiante necessidade de movimentar as pernas. Ela é geralmente associada a sensações desagradáveis ​​nos membros inferiores, tais como formigamento, dor e coceira. As causas ainda são incertas, mas a análise de imagens do cérebro sugerem que trata-se de um desequílibro no neurotransmissor dopamina, responsável pela área do prazer sexual.

Medicamentos à base dessa substância têm garantido a redução dos sintomas da SPI, quando tomados antes de dormir. Mas um homem relatou aos pesquisadores que o alívio foi ainda maior depois da masturbação ou do sexo.

A pesquisa, liderada por Luis Marin , foi publicada neste mês na revista SleepScience, especulando que a liberação de dopamina após o orgasmo possa desempenhar um papel determinante no alívio dos sintomas. O aumento temporário da dopamina pode agir de forma semelhante às drogas que imitam o hormônio, concedendo ao homem bastante alívio nas pernas inquietas – o suficiente para deixá-lo dormir uma noite inteira.


Mitos - Vale lembrar que a ciência já provou que a masturbação protege os homens contra o câncer de próstata e ameniza os sintomas da febre dos fenos (reação alérgica ao pólen). Nenhum efeito prejudicial ao sistema visual foi descoberto até agora, como o crescimento de pelos nas mãos.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates