Plantão

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Extra: Gayme do Amor & Sexo ainda não acertou a fórmula

Leonardo, Fernanda Lima, Ricardo e Raphael
O HdeHomem.com segue em férias até dia 28, mas em edição extra não poderia deixar passar em branco a segunda edição do Gayme do Amor & Sexo. No mesmo esquema da estreia, três caras "estilosos" concorreram a uma viagem por um cruzeiro marítimo: o cabeleireiro Leonardo, 22 anos; o coreógrafo Ricardo, 32; e o estudante de teatro Raphael, 20. Direto da Lagoa Rodrigo de Freitas, no RJ, eles participaram de mais provas. Maurício Branco mais uma vez siceroneou os garotos. Mas, agora, colocando os concorrentes em situações menos constrangedoras, mas ainda vexativas em alguns casos.

Na primeira prova, foram abordados por "tentações" correndo sem camisa ao lado de mulheres. Os concorrentes tinham que responder sobre as vestimentas das meninas. Quem prestou atenção no sexo oposto e se deu bem foi o Leonardo, o menos "pintoso" dos três. Depois, eles tiveram que descarregar sacos de cimento de 25 quilos em 15 minutos. Em cima do caminhão, mais homens malhados ajudando os participantes. Dessa vez, foi o coreógrafo Ricardo, que conseguiu levar mais pacotes. Na terceira etapa, o trio teve que fazer um show de dragqueen para pedreiros e aguardar pela nota do público. Apenas Ricardo não se vestiu de mulher. Raphael foi o vencedor, deixando o Gayme empatado.

Fabiano Borges
 No palco, os três tiveram que matar a bola no peito e chutar a gol, que tinha na defesa o jogador profissional Fabiano Borges, que já posou nu para revista gay - o que valeu a pena o tempo perdido assistindo ao programa. A prova de desempate foi a mesma da outra edição: abrir o sutiã de meninas com apenas uma mão. Ricardo, enfim, foi o grande vencedor.

A iniciativa da Globo em abordar a questão é digna de aplausos, mas considero que a fórmula adequada para mostrar as diferenças ainda não foi encontrada. Vamos esperar que as coisas melhorem no decorrer da temporada.

Um comentário:

  1. O programa é péssimo, sinto vergonha pelos participantes e vergonha em ver gays mais uma vez sendo retratados de forma humilhante, os pobres coitados que aparecem lá são como fragelados do nordeste que têm sua situação exposta e explorada com a desculpa de mostrar a realidade.
    Sinto vergonha e ignoro completamente o programa, o ruim é justificar no outro dia para a parcela da população de cérebro de grão de feijão que nem todos os gays são bichas afetadas querendo descobrir a boneca que existe dentro delas.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates