Plantão

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

EXCLUSIVO! Como Esquecer: Pierre Baitelli faz par com Murilo Rosa e conta tudo


Enquanto o ator Murilo Rosa dedica-se ao seu novo trabalho, como Solano Rangel na novela Araguaia, Pierre Baitelli conversou com o exclusidade com o HdeHomem sobre o par romântico que os dois formam no filme "Como Esquecer", da diretora Malu de Martino. Eles vivem, respectivamente, Hugo e Nani, na trama baseada no livro de Myriam Campello. Hugo, é um dos melhores amigos da protagonista Júlia, interpretada por Ana Paula Arósio.
Ana Paula Arósio e Murilo Rosa
Apesar dos polêmicos papéis que já viveu na TV - foi Escobar em "Capitu" e Carlo em "Cinquentinha" - ele não teme ter a carreira marcada por personagens de sexualidade controversa. O primeiro personagem, inspirado no livro "Dom Casmurro", dá suspeita de ser bissexual em seu envolvimento com Capitu e Bentinho. Já o segundo, é um gay mau caráter e refinado.

Saiba tudo sobre "Como esquecer".

"Não temo ficar estigmatizado, fico muito feliz que no início da minha carreira eu tenha tido a oportunidade de fazer papéis controversos e complexos. Vejo isso como uma qualidade, algo que coloca o 'meu ator' à prova. Acredito que os que realmente entendem de arte dentro do veículo televisivo, também vejam isso como uma qualidade e não como uma limitação", revela.

Ele acredita que é um erro dos atores criarem imagens, viverem de aparência. "Os atores devem ser camaleões, capazes de representar qualquer coisa. Eu me sinto abençoado de no premiado musical 'O Despertar da Primavera' ter tido a oportunidade de interpretar um adolescente de 15 anos que deflora, engravida e mata a menina por quem se apaixona e na sequência, também no teatro poder dar vida a uma transexual roqueira e transgressora no musical 'Hedwig e o Centimetro Enfurecido'. Confio que posso transitar por esses polos opostos e só posso esperar que as pessoas enxerguem essa capacidade em mim", frisa. E destaca: "Gostaria de fazer um bad boy, um maluco, um viciado... não sei, algo que não tenha feito ainda, na TV ou no cinema".

Baitelli relata que "Como Esquecer" a diretora queria que o Nani fosse "um cara sem afetações, sem estereótipos assim como os outros personagens gays no filme". Comparando com o Carlo, de "Cinquentinha", ele diz que o personagem da série tinha a sexualidade "mais latente, mas à vista, voltada tanto em direção a homens quanto mulheres, era um sedutor." Ele explica que já Nani é um cara tímido, "na dele" e sem a vilania de Carlo. "São personagens bem diferentes, mas a preparação de um serviu para o outro tomando as devidas diferenças e proporções", comenta. Inclusive, na seleção para o elenco, ele teve de passar pelos mesmos testes que todos os candidatos.


Assista ao trailer de "Como Esquecer"

Um comentário:

  1. Nooossa! Fiquei conhecendo ele agora! Como personagem de malhaçao! Nao sabia que ele ja havia interpretado personagens tao polemicos! Mas gostei de saber que ele nao é apenas um amador! Alem de ser maravilhosoNooossa! Fiquei conhecendo ele agora! Como personagem de malhaçao! Nao sabia que ele ja havia interpretado personagens tao polemicos! Mas gostei de saber que ele nao é apenas um amador! Alem de ser maravilhoso

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates