Plantão

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Com as bolas nas mãos: hora de fazer o auto-exame e evitar câncer

Não são só as mulheres que devem estar atentas a qualquer modificação no corpo. Os homens, ainda meio arredios a médicos, também têm que ficar de olho a qualquer alteração, que pode indicar um câncer em estágio inicial, o que aumenta a possibilidade de curas. E não é só na próstata que mora o perigo. Segundo dados do Ministério da Saúde, 5% da população masculina sofre com câncer nos testículos. Então, está mais na hora de por as bolas nas mãos.

Apesar de a relação com o pênis e o saco começar cedo nos meninos em função da libido na adolescência — a conhecida masturbação —, depois de adultos deixam essas partes do corpo destinadas apenas a prática sexual. O velho ditado: "lavou, tá novo". Uma pesquisa do MS mostra que para cada seis mulheres que procuram o ginecologistas, apenas um homem se prontifica a ir no urologista. Ou seja, 17,5 milhões delas contra apenas 2,7 milhões deles.  Pouco, muito pouco...

Então, para quem é resistente à visita ao doutor, especialistas recomendam que todos os meses, após um banho quente — que relaxa a bolsa escrotal e facilita a observação de anomalias — o homem posicione-se de pé em frente ao espelho e verifique se houve aumento, redução ou enrijecimento dos testículos. Além disso, é necessário checar se há sensação de peso, dor ou desconforto no saco.

Quando o câncer é diagnosticado, ocorre a retirada do testículo. Mas isso não afeta o sexo ou a reprodução (no caso de o outro testículo estiver saudável). O tratamento posterior à cirurgia pode incluir quimioterapia, radioterapia ou apenas controle clínico, o que varia caso a caso.

Mais raro que o câncer de próstata, que atinge cerca de 30% dos homens, o tumor de testículo acomete 5% da população masculina. Outra diferença é que costuma se concentrar entre os mais jovens, na faixa dos 15 aos 35 anos. Se os testículos não desceram para a bolsa escrotal na infância (criptorquidia), ou se houve ocorrência de hérnia inguinal, a probabilidade é aumentada entre 5% e 20%.

Em qualquer suspeita, visite seu urologista. É ele quem poderá diagnosticar corretamente a doença. Quanto mais cedo, melhor, garantindo a cura da doença.



Auto-exame
A superfície do testículo deve ser elástica e suave. O epidídimo (tubo colector de esperma) deve ser claramente delineado.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates