Plantão

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Salas de bate-papo na internet: isca para ataques a homossexuais

Utilizadas por muitos gays para fazer novas amizades e até mesmo encontrar a cara metade, as salas de bate-papo têm servido como isca para a caça de homossexuais masculinos. Principalmente em países islâmicos, integrantes de grupos extremistas se passam por gays nos chats para atrair as vítimas e cometer crimes bárbaros, que chegam a incluir requinte de tortura até a morte.

O tablóide inglês The Guardian conversou com extremista homofóbico iraquiano, identificado como Abu Hamizi, 22 anos. Ele relatou ao jornal que a chega a ficar seis horas por dia em salas de bate-papo na internet em busca de parceiros homossexuais para matá-los. "É o jeito mais fácil de encontrar esses pessoas (gays) que estão destruindo o Islã e que querem sujar a reputação que nós tempos em outro países", declarou o rapaz, que é estudante de Computação e há um ano integra um grupo de assassinos.

"Nós temos certeza de que eles sabem porquê estão sendo pegos e damos a eles a chance de pedir perdão a Deus antes de serem mortos", revela o criminoso.

Hamizi estima que mais de 130 já caíram o golpe e foram mortos nesse período. Entretanto, o grupo Iraqui LGBT, sediado em Londres, calcula que 680 homossexuais foram mortos desde 2004 no Iraque.

Um comentário:

  1. oi quen entrar nessa sala me add no msn lucasmegao_6@hotmail.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Copyright © 2013 H de Homem
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates